top of page

o prazer na escrita

oficina de textos eróticos

  • Começa em: 17 de jun.
  • 320 Reais brasileiros
  • online

vagas disponíveis


programa

“É a intermitência que é erótica”, escreveu Roland Barthes. Vamos começar esta oficina por essa imagem, para ir em busca do prazer na escrita através do intervalo entre o que se imagina e o que acontece, entre o que se mostra e o que se esconde, entre o fluxo e sua interrupção, seguindo as idas e vindas do desejo - suas oscilações e interrupções, suas demoras e desvios. A ideia é elaborarmos textos breves, em prosa ou verso, a partir da leitura de algumas autoras e autores que se dedicaram ao erotismo na literatura, como Marguerite Duras, Georges Bataille, Cassandra Rios, Margo Glantz, D.H. Lawrence, Roberto Piva, entre outros. * Paloma Vidal (Buenos Aires, 1975) é escritora e ensina Teo­ria Literária na Universidade Fe­deral de São Paulo. Dedica-se à ficção e à crítica, tendo publicado ro­mances, peças, livros de contos, de ensaios e de poesia, entre os quais: Algum lugar (7Letras, 2009), Mar azul (Rocco, 2012), Três peças (Dobra, 2014), Dupla exposição (Rocco, 2016), Wyoming e Menini (7Letras, 2018), Estar entre: ensaios de literaturas em trânsito (Papéis Selvagens, 2019), Pré-história (7Letras, 2020), La banda oriental (Tenemos las Máquinas, 2021) e Não escrever [com Roland Barthes] (Tinta-da-China, 2023). Traduziu, entre outros autores e autoras latino-americanos, Clarice Lispec­tor, Adolfo Bioy Casares, Lina Meruane, Sylvia Molloy, Margo Glantz, Tamara Kamenszain e Silviano Santiago.


sessões


bottom of page